Eu vim falar sobre distância, sexo casual e meu amigo que sofre por um amor.

Distância é uma coisa que tem efeitos variados em casos variados e com pessoas variadas, e eu sei que você deve ter pensando “eu sei disso”, pois bem eu também sabia, mas sentir e saber são coisas um pouco distintas né?

As vezes somos distantes de pessoas que estão a poucos metros de nós, não conseguimos estabelecer uma conexão psicológica seja por assuntos em comum ou física seja por tesão ou apreço da imagem que temos da pessoa ou afetiva por algum laço sanguíneo familiar ou por situação de relacionamento, ja repararam?! E com outras pessoas que estão a milhares de quilômetros sentimos que aquela pessoa esquenta nosso coração, essa coisa de sentir é louca demais!

E talvez agora você deve ter pensado em que em grande parte dos casos é impossível se separar os tipos eles simplesmente são e se entrelaçam, e eu concordo com você.

Mas é importante analisar que podemos sentir tudo isso com uma única pessoa, longe quando ta perto, perto quando ta longe, uma confusão só.

Mas esses dias eu percebi algumas coisas, senti algumas coisas, que estou aqui pra compartilhar, acima de tudo eu afirmo você vai ter certeza que tem grandes chances de ser maduro quando souber lidar com sexo casual, sério! É sempre fácil tirar conclusões de longe, mas quando se vive certas situações que te forçam a reagir diante delas que é a prova de fogo, a surgem questões que precisam ser facilmente respondidas, se não sinto dizer, mas você enfrentará problemas e elas são:

Foi bom? Repetiria?
Você quer pedir a pessoa em namoro?
Você ta com vergonha de voltar a conversar normal com a pessoa?
Você vai pedir em casamento?
Quer enfiar sua cabeça em um buraco?
Quer expulsar a pessoa da sua vida?

Se você responder sim pra algumas e não pra outras, pras corretas claro, você com certeza pode diagnosticar sua maturidade, eu diagnostiquei a minha, mas como tudo na minha vida não costuma ser 100% eu diagnostiquei parcialmente minha maturidade, ja que sexo casual é “ok” com quem quer que seja, mas eu me arrepio até os cabelos do c* quando minha ex me toca o braço.

E isso faz pensar no meu amigo, ele passou pela mesma situação que eu, mas no caso ele não respondeu as perguntas certas da maneira certa, ele tá muito afim de pedir pessoa em casamento, talvez lhe sobre maturidade, mas não a emocional, eu torço por ele, talvez quando ele ler esse texto, se ele ler, ele entenda um pouco mais sobre distância, ela pode ser crucial nesse caso.

Você é maduro?

Comentários
Compartilha no FB!