Olha bem o teu sorriso e tenta encontrar alguma imperfeição na graciosidade que ele transmite.
Olha atenta para o brilho dos teus olhos e vê se é possível não se apaixonar pela beleza que eles permitem enxergar.
Olha.
Olha com carinho.
Presta bastante atenção em cada traço minuciosamente desenhado no teu rosto e em cada contorno ao longo de todo o teu corpo.
Há sim, de fato, inúmeras “falhas” do padrão.
Mas… sinceramente?!
Tá tudo bem.
Tu és fascinante assim mesmo.
Caso algo mudasse, tua graça levemente se perderia.
Seria outra.
Não mais importaria.
Sê desse modo incompletamente completa.
Irritantemente maravilhosa.
Olha, mesmo.
Olha com bastante cautela.
Tu mereces todo o amor.
Tu clamas por ele.
E o tens.
Confia que sim.
Não dá mesmo pra estar bem sempre, sempre bem.
E sabes de uma coisa?
Tá tudo bem também.
Tu tens todo esse amor e ele te tem.
Prometo!
Tu o és.
Não o perca.
Não o deixe.
Sê amor.
Sê luz.
Sê você.
Simplesmente-você.
Comentários
Compartilha no FB!