A vida é muita coisa, tanta coisa que não sei definir com certeza exatamente o que ela realmente é ou pode ser, mas se me permitirem um momento de licença poética eu vou dizer que a vida é engraçada.

Ela te proporciona alguns momentos únicos, momentos que talvez nunca mais aconteçam, noites que talvez nunca mais voltarão a acontecer, mas tudo bem, essa me parece ser a vida, esse amontoado de acontecimentos, que acontecem porque podem acontecer, luzes que apagam porquê o interruptor está disponível, um sol que nasce porque ele está lá, um beijo porque duas bocas estão próximas demais que seria um erro que não se colassem mais.

E acima de tudo isso o que a gente pode, o que eu posso esperar da vida?

Exatamente isso, eu não posso esperar nada da vida além do que eu faça e posso fazer acontecer…

não posso esperar o ônibus chegar, se eu não for pro ponto
não posso sorrir pro sol nascer, se não tiver coragem de abrir a janela

E se puder, abra a janela,
Se quiser se abra com ela
com roupa ou sem
como vento que vem e leva tudo embora
tem vento que pode passar e deixar tudo no lugar.

Comentários
Compartilha no FB!