quem se lembra
de quando havia mais pessoas
de quando a montoeira de gente
era mesmo
tudo gente
de quando tinha verdade
quem se lembra
dos dias em que brincar na rua
era o motivo da ansiedade
e ansiedade era a felicidade
quem se lembra
de quando o feliz podia estar triste
e a tristeza era só uma dorzinha
dorzinha que o amor logo levava
pra longe
quem se lembra
de quando as pessoas tinham mãos pra escrever cartas
de quando os dedos teclavam menos
faziam cócegas
e cafuné
quem se lembra
de quando o cheirinho do bolo quente
fazia a família se sentar
pro café da tarde
e conversar
quem se lembra
de quando se sabia
fazer samba e amor
até mais tarde
quem se lembra
do sono de manhã
do café passado
no filtro de pano
do beijo na testa
do bom dia pro porteiro
quem se lembra
de como era ser mais pessoa
e menos gente

Comentários
Compartilha no FB!