Um demônio

Existe um demônio Ele é um tanto disformeEle está sempre a minha espreitaE nunca deseja meu fimÀs vezes até o acho familiarA seiva que me envenena é a fonte de seu prazerMas quantos podem negá-la?Até mesmo belas coisas podem surgir de sua presençaE ainda há quem só consiga inspiração em tal companhia. As vezes ele…

Compartilha no FB!
Continue lendo